Translate

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

O SIMBOLISMO MAÇÔNICO NA CERVEJARIA HEINEKEN

A principal fábrica da cervejaria Holandesa é localizada na  pequena cidade de Zoeterwoude tem uma população de cerca de 9.000 habitantes. Ao olharmos a fábrica ao nível da rua aparentemente, nada pode nos fazer pensar na Maçonaria. Mas um olhar mais atento do espaço vai indicar um simbolismo diferente da cervejaria.

Aproximadamente 8,0 quilômetros separam a cidade de Zoeterwoude e a cidade de Lieden através da auto estrada N206 onde trabalham três lojas maçônicas, a Loja Vertu No. 7 (Grande Oriente dos Países Baixos), sendo a maior e mais antiga delas. Esta Loja foi fundada em 1757 e é uma das lojas mais antigas da Holanda.

O rótulo da Heineken é cheio de história e significados. A estrela vermelha é um dos mais antigos e misteriosos símbolos na fabricação de cerveja. Interessante é que a estrela vermelha, nos remete a nossa Estrela Flamejante, muitas vezes bem avermelhadas em nossos templos. 

Cervejeiros medievais penduravam o ícone nos barris para proteger a bebida em preparo com o poder das cinco pontas, que simbolizavam a terra, o fogo, o ar, a água e um quinto elemento mágico, que garantiria a qualidade da cerveja.

As medalhas remetem aos dois primeiros prêmios que a cerveja holandesa ganhou – em Paris, em 1875 e 1889 – assim como o diploma de honra, concedido à Heineken na Exposição Internacional de Amsterdã em 1883. Na tipografia, as letras “e” são ligeiramente inclinadas para cima, de forma a dar a aparência de um sorriso à marca.

A cervejaria original, construída em 1867 e localizada em Amsterdã, foi fechada em 1988. Pouco depois, em 1991, quando parte do estabelecimento foi demolido, o centro de recepção e informação da Heineken foi aberto na parte remanescente do edifício. 

Em 2002, depois de novas reformas, seu nome foi mudado para Heineken Experience. O museu oferece uma visita guiada, exibições e exposições interativas (repletas de fotos e vídeos) e dois modernos bares onde é possível degustar a famosa cerveja holandesa. Ao percorrer o museu, o visitante tem acesso à história da empresa e ao processo de fermentação da cerveja durante os anos.

Informações pesquisadas por Eduardo Lecey nos sites da Heineken, Mundo das Marcas, Wikipedia, Google entre outros.

Imagens dos sites citados acima

Um comentário: